Planilha de doleiro cita 170 empresas e 747 obras em esquema


Planilha de doleiro cita 170 empresas e 747 obras em esquema

 

         A investigação dos desvios na Petrobras ganhou mais um capítulo depois que a Polícia Federal localizou uma planilha no escritório do doleiro Alberto Youssef, preso desde março. No documento, são citadas mais de 740 obras de infraestrutura e 170 empresas. Segundo o jornal O Globo, que teve acesso à planilha, a maioria das companhias é do setor da construção civil e os valores somados no documento passam de 11,5 bilhões de reais. Apesar de 59% das obras ter a Petrobras como cliente, a planilha é um indício de que outros setores estavam envolvidos no esquema bilionário.

         O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal do Paraná, disse, em despacho, que “o esquema criminoso de fraude à licitação, sobrepreço e propina vai muito além da Petrobras”. As anotações indicam propinas em obras de aeroportos, energia, saneamento básico e transporte. O documento reforça ainda a tese de que as empresas envolvidas na Operação Lava Jato tinham negócios no exterior e que o pagamento das propinas ia além do território brasileiro. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, só as empresas do grupo OAS teriam pago a Youssef 19 milhões de reais, dinheiro que era enviado a empresas de fachada e seria usado para suborno de funcionários públicos.

Fonte: O Globo


Links Úteis