Polícia Federal realiza Operação em Rolim de Moura e mais cinco cidades de Rondônia


Polícia Federal realiza Operação em Rolim de Moura e mais cinco cidades de Rondônia

As investigações indicam que diversas licitações foram direcionadas a empresas que prestaram serviços em qualidade muito inferior ao previsto nos contratos.

A Polícia Federal, em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), deflagrou hoje, 2, a OPERAÇÃO CERBERUS, que tem como objetivo desarticular um suporto esquema de desvio de verbas públicas, fraude em licitações e lavagem de dinheiro que movimentou quase R$ 20 milhões na cidade de Mirante da Serra/RO.

Cerca de 150 policiais federais cumprem 63 mandados judiciais: 17 de prisão, 6 de condução coercitiva e 40 de busca e apreensão nas cidades de Mirante da Serra/RO, Nova União/RO, Ouro Preto do Oeste/RO, Cacoal/RO, Rolim de Moura/RO, Ji-Paraná/RO e Curitiba/PR. A PF realiza barreiras policiais nas saídas de Mirante da Serra/RO para evitar fuga dos procurados. Além de sofrerem buscas, diversos estabelecimentos comerciais foram lacrados.

As investigações indicam que diversas licitações foram direcionadas a empresas que prestaram serviços em qualidade muito inferior ao previsto nos contratos. Dessa forma, de modo que assim, de um lado, receberam conscientemente pagamentos a menores que os estipulados nos contratos e, de outro, conseguia-se justificar a manobra contábil de saída dessa sobra de dinheiro dos cofres públicos para precipuamente duas empresas, de titularidade de parentes e servidores do alto escalão da Prefeitura Municipal de Mirante da Serra/RO.

Estima-se que o desvio tenha alcançado uma média mensal de 320 mil reais, totalizando 18 milhões de reais entre 2011 e 2015, enquanto que a arrecadação total da Prefeitura Municipal é por volta de 20 milhões de reais ao ano.

A título de exemplo, estima-se que apenas no ano de 2011, para duas empresas sem contrato com a Prefeitura Municipal de Mirante da Serra/RO foi repassado mais dinheiro que o total arrecadado com o pagamento de tributos municipais naquele mesmo ano.

Os bens apreendidos hoje serão alienados após oferecimento de denúncia pelo MPF. Os valores arrecadados serão restituídos aos cofres públicos da cidade.

O nome da operação faz alusão ao cão de três cabeças da mitologia grega, Cerberus, e que na Divina Comédia é traduzido como retrato do apetite insaciável, remetendo-se assim ao núcleo principal que é formado por três pessoas, que causou, em tese, enorme rombo aos cofres públicos de Mirante da Serra/RO.

Do Rolnews


Links Úteis