Operação Plateias: mais um envolvido é preso em Rondônia No total, quatro envolvidos foram detidos; 129 pessoas foram ouvidas.


Operação Plateias: mais um envolvido é preso em Rondônia
No total, quatro envolvidos foram detidos; 129 pessoas foram ouvidas.
 
Fonte: G1 Notícias
Publicado por: Rolnews.com.br em 20/11/2014 às 21:18:15

A Polícia Federal prendeu mais um envolvido no suposto esquema de desvio de verbas públicas e direcionamento de licitações no governo de Rondônia. Ao todo, quatro mandados de prisão temporária foram cumpridos e 129 pessoas foram conduzidas para prestar depoimento nesta quinta-feira (20), durante a Operação Plateias, iniciada nesta manhã, que revelou uma organização criminosa, formada por lobistas e agentes públicos, que teria desviado mais de R$ 57 milhões, em contratos que chegam a quase R$ 300 milhões.

O governador do estado, Confúcio Moura (PMDB), é apontado como um dos envolvidos e prestou esclarecimentos na superintendência da PF, em Porto Velho. Em nota, o chefe do Executivo disse que se coloca à disposição para divulgar as informações necessárias ao bom andamento das investigações e que apoia integralmente qualquer iniciativa que tenha por fim combater eventuais crimes ao erário público. Confúcio foi à sede da PF em cumprimento a mandado de condução coercitiva – quando a pessoa não é presa, mas é obrigada a ir para a Polícia Federal, mesmo que se recuse a prestar declarações.
 
Segundo a PF, das quatro prisões, duas foram efetuadas em Porto Velho, uma em Ji-Paraná (RO) e uma em Brasília (DF). Até as 14h16 (horário local), três envolvidos haviam sido presos e um ainda era procurado. O quarto detido foi localizado pelos agentes no final da tarde desta terça, na capital de Rondônia.
 
O governador do estado, Confúcio Moura (PMDB), é apontado como um dos envolvidos e prestou esclarecimentos na superintendência da PF, em Porto Velho. Em nota, o chefe do Executivo disse que se coloca à disposição para divulgar as informações necessárias ao bom andamento das investigações e que apoia integralmente qualquer iniciativa que tenha por fim combater eventuais crimes ao erário público.
Confúcio foi à sede da PF em cumprimento a mandado de condução coercitiva – quando a pessoa não é presa, mas é obrigada a ir para a Polícia Federal, mesmo que se recuse a prestar declarações.
 
Segundo a PF, das quatro prisões, duas foram efetuadas em Porto Velho, uma em Ji-Paraná (RO) e uma em Brasília (DF). Até as 14h16 (horário local), três envolvidos haviam sido presos e um ainda era procurado. O quarto detido foi localizado pelos agentes no final da tarde desta terça, na capital de Rondônia.

Links Úteis