Já são mais de 200 cidades, dentre elas Rolim de Moura, participando da “Caminhada Passos Que salvam”


Já são mais de 200 cidades, dentre elas Rolim de Moura, participando da “Caminhada Passos Que salvam”

Estima-se que em torno de 70% das crianças acometidas de câncer podem ser curadas se diagnosticadas precocemente.
 
 
Fonte: Assessoria Rolnews
 
Publicado por: Rolnews.com.br em 01/12/2014 às 14:01:02
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
          Estima-se que em torno de 70% das crianças acometidas de câncer podem ser curadas se diagnosticadas precocemente e tratadas em centros especializados. A maioria dessas crianças terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado, mas, na prática, o número de sucessos ainda é pequeno devido à demora no diagnóstico. Para promover a conscientização da população e da comunidade médica, a Fundação Pio XII, através do Hospital de Câncer de Barretos (SP), em parceria com a Associação Amigos de Rolim de Moura – AMIROM, realizou no último domingo, dia 23 de novembro a “Caminhada Passos Que Salvam”, com o engajamento da sociedade, de empresas publicas e privadas, que compraram a ideia, contribuindo para o sucesso do evento.
 
          Segundo Naima Khatib, coordenadora da Caminhada Passos que Salvam, esse projeto surgiu no Hospital St. Jude, nos Estados Unidos, foi trazido ao Brasil pelo Hospital do Câncer de Barretos e hoje já conta com a participação de mais de 200 cidades em onze estados brasileiros. “O objetivo do projeto é despertar a população para a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil. Hoje, no Brasil, alcançamos 55% de cura em crianças e adolescentes com câncer de zero a 19 anos e fomos buscar o projeto nos Estados Unidos, um trabalho que é feito na cidade de Memphis, onde alcançam 96% de cura”, conta.
 
         Em Rolim de Moura, a caminhada saiu das proximidades de Igreja Matriz no centro da cidade, com trajeto até a Av. Rio Madeira nas proximidades da Escola Balão Mágico e, de lá retornando pela Av. 25 de Agosto até a rotatória, onde simbolicamente deram um abraço no redondo como é conhecido, representando assim o abraço também à causa no município. Com essa ação o município se auto contemplou para que possa enviar no início do mês de março do próximo ano, um médico(a) Pediatra para treinamento no Hospital do Câncer de Barretos, tornando-se esse médico um credenciado da rede para o diagnóstico do Câncer Infantil e, para tanto durante as consultas, caso seja constatada alguma alteração nesse sentido, o paciente será encaminhado ao Hospital onde receberá todos os atendimentos, o diagnóstico e o tratamento se necessário, vale ressaltar que no ano passada o município também participou da “caminhada Passos que Salvam” e, na oportunidade o médico lotado na Secretaria Municipal de Saúde, Dr. Rogério Trevizani, participou do treinamento e já integra a rede pelo diagnostico precoce do câncer infantojuvenil.
 
          A coordenadora destaca que o Hospital do Câncer de Barretos buscou essa parceria na qual os médicos do St. Jude disponibilizam, por videoconferência, orientações em protocolos e resultados de pesquisas que já fizeram com todos os tipos de câncer infanto-juvenil. “Porém, com tudo isso, as crianças ainda chegam muito tarde para o tratamento. Então, o que queremos é alertar a população sobre os sinais e sintomas do câncer infanto-juvenil, que são muito parecidos com os de outras doenças da infância. Por isto, muitas vezes as crianças são tratadas de outras coisas, não se pesquisa o câncer, e, quando chegam aos centros especializados, já está muito tarde para tratar, a criança perde a visão e às vezes até se consegue curar o câncer, mas é preciso amputar uma perninha”, reforça. Por isto a campanha visa a alertar a população, pais, professores e médicos sobre o câncer infanto-juvenil. Estima-se que no Brasil serão 12.500 crianças e adolescentes diagnosticadas por ano com a doença, sendo que o Hospital recebe 300 novos casos de câncer infantojuvenil todos os anos. Desses pacientes, 50% já chegam à instituição com o tumor em estágio avançado.
 
          O Presidente da AMIRON, Décio Lira, bem como Marlene Lira, Dorli Schimer e demais pessoas que tem estado à frente das ações no município, agradecem a participação de todos, pois em 2013 foram vendidos 500 Kits, saltando agora em 2014 para 1.000 Kits, salientando ainda a atenção dispensada pela Fundação Pio XII para com o Estado de Rondônia, haja vista, que a terraplanagem para a construção de um mega Hospital do Câncer, na BR 364, próximo a entrada do Santa Marcelina em Porto Velho já está sendo realizada, o qual terá aparelhagem e todo aparato para a pesquisa do câncer nos nossos irmãos indígenas.

Links Úteis